Skip to Content

An essay on the impolicy of the African slave trade

Acervo: 
Yan de Almeida Prado
Ano: 
1788
Autor: 
Thomas Clarkson
Editora: 
J. Phillips
Local: 
Londres
Resumo: 

Obra, dividida em duas partes, destinada a rebater as idéias favoráveis ao comércio de escravos argumentando que o principal produto africano buscado pelos europeus, o escravo, não era na realidade um produto. Sugere que o corte de madeira, a busca por remédios extraídos de animais e plantas e o cultivo de pimentas, especiarias, tabaco e algodão, entre outros produtos agrícolas, seriam atividades de baixo risco, com mais rápida e maior lucratividade, devido à larga escala de produção, além de menos desumanas. Discorre sobre as vantagens da produção de cana-de-açúcar por homens livres, compara as perdas de marinheiros em atividades de comércio de escravos e de outros tipos de comércios, com grandes diferenças no número de homens mortos, e descreve as crueldades exercidas contra os africanos em nome do lucro.