Skip to Content

Nzinga Mbandi e as guerras de resistência em Angola. Século XVII

Autor: 
Mariana Bracks Fonseca
Orientação: 
Marina de Mello e Souza
Resumo: 

Esta tese de mestrado procura analisar a trajetória política de Nzinga Mbandi, a mais famosa e controversa personagem da história de Angola no século XVII, tendo em vista o conturbado contexto da expansão da colonização portuguesa na África Central e da instituição do tráfico negreiro, principalmente durante o período em que representou maior oposição aos portugueses, nas décadas de 1620 e 1630. Busca também compreender as estruturas de poder que haviam no reino do Ndongo antes da chegada dos portugueses e como o povo Mbundo se organizava política e economicamente. Nzinga Mbandi desempenhou diferentes papéis durante sua trajetória: cristã, Ngola, Tembanza, rainha de Matamba, etc. A tese busca compreender estes papéis face à disputa pelo controle do Ndongo, em que os portugueses a destituíram do trono e instituíram um novo rei em 1626, para isto, analisa a questão da legitimidade e do poder feminino no reino do Ndongo. Entende Nzinga como a principal líder da resistência contra a presença portuguesa em Angola no período.

AnexoTamanho
2012_MarianaBracksFonseca.pdf2.45 MB