Skip to Content

Ventura e desventura no Rio Ribeira de Iguape

Autor: 
Gabriela Segarra Martins Paes
Orientação: 
Marina de Mello e Souza
Resumo: 

Ventura e desventura no Rio Ribeira de Iguape aborda a cultura quilombola, afro-brasileira, de comunidades há muito moradoras do vale do rio Ribeira de Iguape, de uma perspectiva original e inspirada, tomando as águas como fio condutor da pesquisa e da narrativa. Águas africanas, do rio Cuanza, no atual território de Angola; águas brasileiras, por onde colonizadores de origem portuguesa estabeleceram as bases para a exploração de riquezas materializadas por meio do trabalho de africanos escravizados e seus descendentes; águas católicas, que ajudaram a transformar os africanos em escravos mas também criaram espaços para que reconstruíssem identidades e laços sociais rompidos pela escravização e desterro. 

AnexoTamanho
Ventura e desventura no Rio Ribeira de Iguape.pdf20.28 MB